Estaleiro oferece 2,5 mil vagas para concluintes do Ensino Médio da rede estadual

Pouco mais de dois mil estudantes concluintes do ensino médio da rede estadual participam, durante toda esta sexta-feira, da capacitação promovida pelo Estaleiro Atlântico Sul, no Centro de Convenções. Os alunos que residem nos municípios de Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Moreno e Escada estão conhecendo todos os detalhes da forma de trabalho da empresa para depois entrarem nos processos de seleção que iniciarão a partir do próximo dia 9 de março, quando o departamento de Recursos Humanos pretende chamar 300 estudantes que se inscreverem nas unidades das Agências do Trabalho da Boa Vista, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca. O objetivo é contratar 2,5 mil até o final do ano.

suape-3

Foto: André Albuquerque/DP/D.A Press

“Vamos chamar os primeiros participantes do workshop desta sexta-feira inscritos na Agência do Trabalho. Eles passarão por dois meses de capacitação no Senai e depois mais dois meses no Centro de Treinamento, em Suape. Nessa segunda fase eles já terão carteira assinada como aprendiz e receberão R$ 514. Depois, de acordo com o rendimento, eles passam para a função de soldador meio oficial, com um salário de R$ 640, e vai crescendo na empresa”, afirmou o diretor administrativo do Estaleiro, Gerson Beluci.
Quem está ávido por ocupar uma dessas vagas é Bruno Rodrigues, de 18 anos. Após escutar a primeira parte da palestra, o estudante decidiu que vai na segunda-feira de manhã para a Agência do Trabalho. “Quero estar entre os primeiros chamados. Essa é uma grande oportunidade de começar a trabalhar em uma grande empresa e mudar de vida”, declarou o aluno da Escola Edmur Arlindo Oliveira, do Curado IV, em Jaboatão dos Guararapes.
A vontade de Bruno é o que a gerente do ensino médio do Governo do Estado, Cantaluce Lima, gostaria de ver em todos os estudantes presentes no workshop. “Fizemos toda essa mobilização, trouxemos 48 ônibus cheios e vamos dar a alimentação a todos os dois mil estudantes. Tudo isso porque queremos que as vagas do Estaleiro sejam ocupadas por pernambucanos e não por pessoas de outros estados. Essa é uma chance de proporcionar o primeiro emprego a esses adolescentes que estão acabando o nível médio”, explicou.

Da Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: