Encontro de bacamarteiros reúne grupos pernambucanos em Abreu e Lima

Encontro de bacamarteiros reúne grupos Pernambucanos em Abreu e Lima

Encontro de bacamarteiros reúne grupos pernambucanos em Abreu e Lima
Associações de sete cidades do Estado pretendem formar uma federação de bacamarteiros, para preservar essa manifestação cultural

sociedade-dos-bacamarteiros-do-cabo-fundada-em-1-de-maio-de-1966

No último domingo (22), houve muito barulho e festa em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Foi o 3º Encontro Pernambucano de Bacamarteiros.

Bacamarte, zabumba, triângulo e sanfona – é assim que eles seguem pela rodovia federal BR-101, em direção à paróquia do município. Na missa celebrada pelo padre Manoel Marques, os bacamarteiros de sete municípios pernambucanos pedem proteção a São José.

Além pedir bênção, o grupo prestou homenagens ao bacamarteiro João Adelino, que morreu no ano passado. A casa dele agora vai ser a sede do grupo Mandacaru de Abreu e Lima. O espaço foi construído pelo filho de Adelino, José Carlos da Silva, que é presidente do grupo.

Ele diz que quer receber todo ano os amigos que moram no interior de Pernambuco. “A família da gente é muito tradicional, meu avô era bacamarteiro, e eu não vou deixar essa cultura morrer”, garantiu.

bacamateiro-domingos-savio-na-hora-da-detonaaao

Em seguida, eles chegam à Praça São José e fazem uma homenagem ao mestre Salustiano, que também morreu no ano passado. Um dos filhos do mestre da rabeca recebeu a placa entregue pelos bacamarteiros.

A festa continuou com forró, e é claro com os tiros do bacamarte. A arma era usada pelos brasileiros na guerra do Paraguai, mas a do marceneiro Mauro Pedro da Silva foi construída há pouco tempo. “É toda em aço inoxidável”, mostrou com orgulho. “Faz efeito quando atira”.

As mulheres e os mais velhos também participaram do terceiro encontro pernambucano de bacamarteiros. O aposentado José Cipriano de Lima, 85 anos, é um deles. “Parece que eu estou nascendo agora”, comemora.

Por causa da importância histórica, os grupos que participaram do encontro decidiram que vão fundar até o próximo ano a Federação Pernambucana dos Bacamarteiros. O objetivo é fortalecer e divulgar a cultura do interior na Região Metropolitana.

“Já organizamos um estatuto e vamos chamar os diretores para formar a Federação de Bacamarteiro, para valorizar ainda mais a cultura pernambucana”, afirmou José Euclides Paiva, coordenador da Associação de Bacamarteiros de Bonito.

Os grupos que participaram do encontro eram dos municípios Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Araçoiaba, Moreno, na região metropolitana, de Amaraji, na Mata Sul, e de Bonito e Gravatá, no Agreste.

Leia Tambem Bacamarteiros do Cabo


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: