Cinco vereadores são presos por mau uso da verba de gabinete

Cinco vereadores são presos por mau uso da verba de gabinete
Justiça tarda mas não falha diz o ditado popular

CADEIA NELES

Uma operação realizada pelo Ministério Público de Alagoas (MP-AL) contra supostas irregularidades no uso da verba de gabinete no município de Pilar, a 28 km de Maceió (AL), prendeu 10 pessoas entre elas, cinco vereadores e três ex-vereadores, nesta sexta-feira. De acordo com juizes da 17ª Vara Criminal, R$ 1,455 milhão foram gastos de forma irregular entre 2005 e 2007. Todos são acusados de peculato, fraude em licitações e formação de quadrilha.

Os vereadores Roberto Cavalcante da Silva (PMDB), Luis Carlos Omena (PRB), Alberto Cavalcante de Barros (PSL) e Damião dos Santos foram encaminhados para o presídio Cyridião Durval; a presidente da Câmara, Patrícia Henrique Rocha (PTdoB) está presa no Santa Luzia, a cadeia feminina. A Câmara de Pilar tem, ao todo, nove vereadores.

Também foram presos os ex-vereadores Amaro Veloso Cavalcante, José Hosano e Geraldo Cavalcante, atual secretário de turismo do município. Os outros dois estão sendo procurados pela Polícia Civil de Alagoas: Benedito de Cavalcante Barros Neto, filho do atual prefeito de Pilar, Felipe Avelino da Costa Lopes, e Paulo Urbano Vieira. Eles não quiseram falar com a imprensa. Antes da prisão, eles foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) Estácio de Lima.

“As investigações duraram seis meses. Não é comum vermos pessoas presas por causa do uso irregular da verba de gabinete. Não brincamos em serviço”, disse o promotor Edelzito Andrade, do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do MP-AL.

Pensou que era por aqui basta aguardar pois o bicho vai pegar tambem por aqui

Comments
One Response to “Cinco vereadores são presos por mau uso da verba de gabinete”
  1. Genilson Caetano disse:

    Caros amigos, estou travando uma luta solitária, por enquanto, e peço o apoio de todos. A Câmara de Vereadores do Cabo não possui um site próprio, não compreendo o obstáculo, não percebem o desserviço que estão fazendo a população cabense com esta FALTA DE TRANSPARÊNCIA, o povo precisa se comunicar de forma acessível, barata, fácil e abrangente. O site teria como finalidade divulgar os trabalhos, ações, pretações de contas, denúncia, sugestões, opiniões, conteria ainda, os emails de “traballho” dos vereadores e da Câmara, à exemplo da prefeitura de Ipojuca. O preço médio da elaboração de um site é de R$ 1.500,00 e a manutenção mensal R$ 50,00.ISTO É NEGAR O PRÓPRIO DIREITO DE EXPRESSÃO, combrem dos vereadores, deputados federais e estaduais, juízes, promotores, formadores de opinião, ONG’s, Associações,… mandem e-mails para os jornais tribuna popular, Pinzón, Commércio, Diário de Pernambuco, denunciem nas rádios Calhetas, Ponte P M, Clube, outras. Precisamos apreender a cobrar, chega destes vereadores não nos ouvirem e tenterem nos fazer de bobos. Quem cala concorda. Repasse e-mail para outras pessoas, luta é de todos. São com pequenos gestos que conseguimos grandes conquistas!!

    Genilson Caetano – Estudade de Publicidade e Propaganda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: