Tubarões ganham chip para rastreamento em Pernambuco

Tubarões ganham chip para rastreamento em Pernambuco

tubarao branco

Do G1, com informações do Bom Dia Brasil

Pesquisadores estão usando chips para rastrear tubarões em Pernambuco. Os estudiosos já descobriram que é nesta época do ano que os tubarões mais atacam. Pelo menos três animais já estão usando o novo adereço.

Os pesquisadores capturaram e colocaram o transmissor na barbatana do tubarão, que é monitorado durante um ano. Os equipamentos emitem sinais de satélite e podem determinar a localização exata deles no oceano. Vinte receptores foram colocados no fundo do mar para transmitir as informações, que são acompanhadas pelo computador.

“Temos informações sobre a posição geográfica em que o animal se encontra, sua profundidade, a temperatura da água do mar, além de todo o seu deslocamento de dia e de noite, como se comporta em períodos de lua nova e lua cheia. Sabemos, pelas estatísticas, que os períodos de lua nova e lua cheia são de maior risco de ataque”, diz o pesquisador Fábio Hazin.

Todos os deslocamentos são monitorados. O tubarão-tigre, por exemplo, fez a rota em zigue-zague, se aproximando da costa na maré cheia e se afastando na maré seca. É um bom nadador e se deslocou dez quilômetros por dia.

É a primeira vez que está sendo feita a marcação dos tubarões no Atlântico Sul. A nova tecnologia é fundamental para que os pesquisadores conheçam melhor os hábitos dos animais e possam assim traçar as estratégias para prevenir os ataques. É com base nas pesquisas que os especialistas alertam: o período de maior risco para os ataques está começando.

Foi justamente no período de junho a setembro que aconteceram cerca de 60% dos 52 ataques registrados no litoral de Pernambuco. Novas placas já foram colocadas nas praias com recomendações para os banhistas: evitar o banho em áreas de mar aberto, em locais profundos, nos períodos de maré alta e principalmente durante as luas nova e cheia.

Veja as materias que saiu só este ano

Tubarão é encontrado morto por pescadores em Sergipe

Surfista é atacado por tubarão em praia na Bahia

Adolescente de 14 anos é atacado por tubarão em Pernambuco

Em 16 anos, Pernambuco registra 51 ataques de tubarão

Após ataque de tubarão em PE, adolescente tem mão amputada

Comments
One Response to “Tubarões ganham chip para rastreamento em Pernambuco”
Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] Segundo o presidente da Associação dos Surfistas de Olinda, Mauro Melo, os trabalhos desenvolvidos pelo Cemit – Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarão (agência criada pelo Estado de Pernambuco), até agora, não apresentaram soluções práticas para evitar ataques em Pernambuco (o Cemit tem feito experiências para monitorar o comportamento de tubarões através de chips de rastreamento). […]



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: