O silencio da impunidade

O silencio da impunidade

Massacre repudiado

Por Anatólio Julião

Seputamento do MST

Ao iniciar a leitura do JC de hoje, pensei que tinha retroagido ao dia 7 de janeiro de 1963 – faltando três semanas para o governador eleito de Pernambuco, Miguel Arraes, assumir o cargo – dia em que os camponeses Ernesto Batista do Nascimento e o filho, João, e os irmãos Israel e Zacarias Batista do Nascimento e Antonio Soares de Farias foram reivindicar da Usina Estreliana, em Ribeirão, o pagamento do 13º salário e nunca mais voltaram, tendo sido friamente metralhados pelo truculento usineiro José Lopes de Siqueira Santos e seus capangas, os quais, diga-se de passagem, com base no “inquérito” conduzido pelo tristemente célebre delegado Romildo Leite, terminaram sendo absolvidos pelo terrível massacre.

À época, por absolutamente inadmissíveis, os bárbaros assassinatos, em Ribeirão, chocaram a opinião pública nacional e tiveram, até mesmo, repercussão internacional.

Chacina de trabalhadores rurais, como a de Eldorado de Carajás, ilustrada acima, em Pernambuco, é ainda mais intolerável quando vivemos em pleno Estado de Direito, usineiro é líder trabalhista e até candidato a senador, e a violência é combatida no Estado com, o muito USP, “Pacto pela Vida”.

Devemos, todos, cobrar rigorosa apuração dos fatos e que os culpados, sejam quais tenham sido os seus motivos, levados às barras dos tribunais.

Anatólio Julião é sociólogo e ex secretário executivo de Indústria, Comércio e Promoção do Trabalho do Cabo

Agora faça sua parte comente não deixe que o silencio da impunidade cale voce tambem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: