Desembarcam em Suape peças para parque eólico em Pernambuco

Desembarcam em Suape peças para parque eólico em Pernambuco

Começou nesta quarta-feira (15.07) o desembarque das peças dos aerogeradores que irão compor três parques de energia eólica nos municípios de Gravatá, Macaparana e Pombos.


aerogeradores no cais 4_Fotos Rafael Sotero

Foto: Rafael Sotero

Os equipamentos (pás e motores) irão compor 15 turbinas que serão implantadas nesses municípios com um investimento total de R$ 150 milhões e capacidade para gerar 65 mil MWh, o bastante para abastecer uma população de 150 mil pessoas.

O material que veio da Dinamarca no navio Beluga Favourisation está sendo desembarcado em uma operação cuidadosa que envolve cerca de 40 pessoas e levará dois dias para ser finalizada.

“A carga, apesar relativamente leve, é volumosa e delicada e exige muito cuidado no seu translado”, explica o diretor de Gestão Portuária de Suape Jorge Dias Fernandes. Cada hélice possui cerca de 40 metros de comprimento, e quando montados, cada aerogerador terá 70 metros de altura.

A energia começará a ser gerada pelas turbinas em dezembro deste ano e será vendida para a empresa Eletrobrás, dentro do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia (Proinfa) do Governo Federal que está incluído nos investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

VENTOS – A inauguração da fábrica argentina Impsa Wind Power, em setembro de 2008, abriu um novo ciclo na economia pernambucana. A empresa está produzindo aerogeradores e teve investimentos de R$ 145 milhões. A produção do primeiro ano de atividade da empresa está sendo destinada para parques eólicos no Ceará.

Após a chegada da Impsa, outras empresas da mesma cadeia energética manifestaram interesse em se instalar em Suape. É o caso da espanhola RM Eólicas que está investindo US$ 35 milhões na implantação de sua unidade de torres eólicas que deve começar a operar em outubro deste ano.

A fábricante de pás Tecsis também pretende contruir em Suape uma unidade. É o começo da composição de uma cadeia produtiva de geração de energia eólica. Os três parques no interior irão unir forças com as fábricas da Impsa e com a RM Eólicas instaladas em Suape.

EÓLICA TECNOLOGIA Empresa pernambucana com 10 anos de mercado e atuação nacional, a Eólica Tecnologia é líder no desenvolvimento de Centrais Eólicas no País. Atualmente, fornece consultoria em 70% dos projetos do Proinfa de energia eólica e está participando do leilão da Empresa de Pesquisa Energética (EPE)com 500 MW habilitados, certame que irá ocorrer em novembro deste ano.

GESTAMP O grupo espanhol é um dos maiores na área de energia eólica da Europa. Está presente em 15 países do mundo, com atuação destacada na Espanha, Turquia, Grécia, Europa Oriental e Estados Unidos. Possui mais de 1.000 MW em implantação. O projeto Centrais Eólicas é o primeiro investimento do grupo no Brasil.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: