Centro de solda terá pedra fundamental em agosto

Centro de solda terá pedra fundamental em agosto

Por:Micheline Batista
michelinebatista.pe@diariosassociados.com.br

O centro de excelência em tecnologia de soldagem está prestes a se tornar realidade em Pernambuco.

Solda eletrica

CNTM vai treinar profissionais para testar, avaliar e certificar produtos na área de tecnologia de materiais. Foto: Cecília de Sá Pereira/Esp. DP/D.A Press – 20/5/08
Será lançada em meados de agosto a pedra fundamental do Centro Nacional de Tecnologia de Materiais (CNTM), iniciativa pioneira em todo o Brasil que vai integrar universidades, empresas e centros de pesquisa para aumentar a competitividade da indústria de bens e serviços, com foco na demanda dos grandes projetos em implantação em Suape, como a Refinaria Abreu e Lima, a PetroquímicaSuape e o Estaleiro Atlântico Sul. O investimento é de R$ 15 milhões.

Segundo o professor Anísio Brasileiro, pró-reitor para Assuntos de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o CNTM será implantado numa área de 6.800 metros quadrados dentro do campus da universidade, próximo ao Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene). O edifício terá dois andares. “Será um centro da UFPE ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia através do Cetene”, explica Brasileiro. Os recursos para sua implantação, inclusive, virão do Fundo Setorial de Petróleo e Gás Natural (CT-Petro), administrado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

O CNTM está sendo estruturado através de uma rede de cooperação entre diversas instituições. Além da UFPE, participam a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade de Pernambuco (UPE), Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PE). Fora isso, há a participação de entidades como Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), Associação Brasileira de Soldagem (ABS) e a Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem (FBTS).

“O CNTM terá um modelo de governança original, inédito no país. Vamos treinar profissionais para testar, avaliar e certificar produtos na área de tecnologia de materiais, não apenas de solda. Será um centro avançado de formação de capital humano nessa área”, completa Anísio Brasileiro. Os últimos detalhes sobre a estruturação do centro serão acertados numa reunião marcada para quinta-feira, dia 23, no auditório da reitoria da UFPE.

O professor Anísio garante que o CNTM estará sintonizado com as necessidades do projeto Suape Global, que visa a transformar o complexo industrial portuário pernambucano num provedor mundial de produtos e serviços nas áreas de petróleo, gás, naval e offshore. Hoje, 13 laboratórios e 15 especialistas da UFPE, entre professores e técnicos, já trabalham com foco em Suape. O próximo passo será a criação de uma pós-graduação em tecnologia de materiais, para formar profissionais em união e revestimento de materiais. O projeto que será enviado à Capes está sendo preparado e a expectativa é a de que a primeira turma seja aberta no segundo semestre de 2010.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: