Coleta de lixo no tempo do Monarca CABRAL

Coleta de lixo no tempo do Monarca CABRAL

Em pleno século 21, não podemos admitir tal atitude, do atual Prefeito do Cabo Lula Cabral.

Isto é um absurdo, onde um contrato de vários milhões celebrados entre uma empresa de coleta de lixo e a prefeitura local permite tal disparate, com o nosso raciocínio, onde nos leva a crer que aqui se pode tudo

Não falo pelo emprego gerado pelo Gari, mas sim pelo Burro, o mesmo que esta sendo locado pela empresa, como pode uma empresa que tem até ISO 2000, não sei o que, fazer tal contrato será que o mesmo (BURRO) terá seus direitos trabalhistas garantido.

Outro fato mais absurdo é a Própria Prefeitura local admitir, que á local, de difícil acesso em nosso município, o que nos leva a crer que a mesma não vem fazendo seu papel direito, que é assegurar o direito de ir e vir do cidadão até mesmo na coleta do lixo que é um serviço básico á todos

Quando vejo uma Prefeitura dizer, que adotou uma forma criativa de recolher o lixo, ela quer dizer com todas as letras que somo um povo Burro por natureza ora, “faço o que mando e obedece quem tem juízo” isto é atitude de quem não esta nem ai para o Povo Cabence.

Voltar ao tempo de Cabral onde os monarcas da época recolhiam o lixo com os burros de carga é aceitável, mas hoje Cabral quer fazer destas terras seus sonhos de outrora não é Cabral?




Veja á Materia da Prefeitura
A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho adotou uma forma criativa para recolher o lixo em locais de difícil acesso, onde os veículos coletores tradicionais normalmente não podem chegar. O sistema diferenciado de coleta, implantado ainda na primeira gestão do prefeito Lula Cabral, consiste na utilização de animais equipados com cangalhas e caixotes de madeiras e motociclistas que realizam um trabalho já bastante aceito e elogiado pelas comunidades onde é realizado.

Todos os dias, os funcionários fazem uma coleta nas comunidades de difícil acesso, recolhendo o lixo das ruas. Eles saem por essas ruas com cavalos equipados com cangalhas e caixotes de madeiras, motos e 40 homens com carros de mão. Essa forma de coleta é pioneira na região e tem agradado aos moradores dos bairros onde ela acontece, como Charnequinha, São Francisco (Centro), Vila Dois Irmãos, Rosário e Serraria (PE-60), Mercês, Massangana e Engenho Novo (áreas rurais), além das praias de Gaibu e Suape.

Os funcionários que trabalham com os animais e nas motos fazem parte da empresa Locar Saneamento Ambiental, terceirizada pela Prefeitura do Cabo, e são orientados pela Secretaria de Manutenção e Serviços Públicos. Depois da coleta feita, o lixo é levado para um local onde um caminhão passa e recolhe todo o material que é levado para o aterro sanitário de Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes. Essa forma de coleta tem apresentado excelentes resultados, dizem os técnicos responsáveis pela limpeza urbana.

Os moradores beneficiados pelo modelo novo de coleta fazem questão de elogiar a ação da prefeitura do Cabo. É o caso da dona de casa Williane Ferreira, residente na comunidade da Charnequinha. “Graças a Deus que eles entram aqui na rua. Quando não passavam, tínhamos que andar até a rua de baixo para levar os sacos com o lixo. Facilita demais a nossa vida e nossa cidade vai ficando cada vez mais limpa”, comentou Williane.

Segundo o gerente de Limpeza Urbana do Cabo, Francisco de Assis Barbosa, esse modelo de coleta, além de auxiliar no serviço de limpeza pública, proporciona mais empregos e possibilita uma renda extra para os donos dos animais, já que todos os cavalos são alugados pela Locar Saneamento.

burro_médio


Alexandre José Pinheiro é um dos garis que trabalham com essa coleta de difícil acesso. Ele fala de como é importante esse trabalho. “Todos os moradores já nos conhecem, fico feliz pela oportunidade. Sou pai de família e estava desempregado, foi quando surgiu essa oportunidade, aceitei e já estou há anos”, disse.

“É muito positivo. Percebemos isso pela reação demonstrada pelos moradores. Existem lugares que sequer tinham coletas, pois, era muito difícil chegar até lá. Agora, com esse modelo de limpeza, diariamente estamos nos locais de difícil acesso e conseguimos beneficiar a todos os moradores dessas áreas”, afirmou o gerente de Limpeza Urbana, Francisco de Assis.


Comments
4 Responses to “Coleta de lixo no tempo do Monarca CABRAL”
  1. Parabéns prefeito!
    Se coleta reclamam se não idem.
    Se não sobe carro, burro.
    Sugestão:
    Empregue todos que estão reclamando para apanharem o lixo das áreas de difícil acesso, na cabeça.

  2. Andre Marques de Souza disse:

    A LOCAR não é uma empresa séria,possui uma série de processos judiciais em diversos locais em que atua e inúmeros processos trabalhistas.Onde atuam deixam uma bomba relógio armada para estourar nas mãos da prefeitura.

  3. Brother disse:

    A questão da coleta de lixo é muito séria, pois agente sabe que a falta dese serviço pode ocasionar vários risco a sociedade, acredito que deveriam colocar coletores de lixo nas principais vias,mais sabemos que em muitos bairros fica complicada a coleta seletiva, por isso o improviso com carrinho de mão, burros e etc..mais é preciso que a empresa contratada para coleta, ofereça todos os EPI´S (equipamento de proteção individual)para o funcionário que trabalha fazendo a coleta, feito isso acredito que não teremos problemas para que gera o lixo ou para quem coleta. mais não podemos esquecer da reciclagem, acredito que uma campanha educativa sobre a importância da RECICLAGEM seria bem bacana e poderia reduzir os riscos do lixo para as pessoa que o manuseiam.

    Brother.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: