Laqueadura uma moeda de troca por votos

Laqueadura uma moeda de troca por votos

barriga de aluguel

Por ser considerada uma forma eficiente e relativamente barata de não ter filhos, a esterilização acabou se tornando, em vários pontos do Nordeste, moeda de troca por votos para os políticos, que, dessa forma, conseguem a cirurgia gratuitamente para as mulheres. Em Pernambuco, essa relação de clientelismo foi constatada por uma pesquisa realizada pelo demógrafo André Junqueira Caetano, em sua tese de doutorado pela Universidade do Texas, defendida ano passado.

De acordo com os resultados, 78% das 280 mulheres entrevistadas em municípios da Zona da Mata, Agreste, Sertão e Região Metropolitana do Recife responderam que a ligadura de trompas foi feita, gratuitamente, graças à ajuda de políticos, enquanto que 22% pagaram do próprio bolso.

Entre as mulheres laqueadas, 33% disseram que a cirurgia foi feita por médicos envolvidos em política; 37%, por profissionais não-envolvidos diretamente com política; e 8% afirmaram que a operação foi paga por políticos. “Apesar de o percentual mais alto ter sido observado entre os aparentemente não-envolvidos com a política, verificou-se que esse grupo incluía médicos que fazem a esterilização por caridade, ou porque desejam construir seu capital político por meio de favores que podem ser utilizados no futuro”, revela André Junqueira. Na maior parte dos casos, no entanto, o custo para os ‘beneficiadores’ da cirurgia foi mínimo, uma vez que usaram o Sistema Único de Saúde (SUS) para cobrir o valor das operações.

A lei 9.263 prevê a possibilidade de mulheres e homens com mais de 25 anos ou pelo menos dois filhos vivos recorrerem a hospitais para solicitar, espontaneamente, a esterilização.

Entretanto somente os hospitais credenciados pelos Estados podem ser reembolsados por esses procedimentos pelo sistema público de saúde. Existe também uma restrição quanto ao período para fazer a esterilização.

Bem caros internautas casos deste tipo o Cabo de Santo Agostinho não fica de fora onde em rodas de mulheres a vários comentários que fulano, sicrano pratica este tipo de atitude desonesta basta pesquisar e saberá o que estou dizendo.

Agora o Portal Cabo tem recebido denuncias de pessoas que não querem aparecer relatando este tipo de pratica, agora só falta estas mesmas pessoas terem a coragem de fazer estas denuncias na promotoria do cabo, mas infelizmente muitas destas mulheres são carentes e temem por suas vidas e de seus filhos, mas vamos estar de olho, pois como sempre quem muito faz uma hora será pego com a mão na botija e nos do Portal Cabo não vamos aliviar para quem quer que seja, pode até ser o PAPA (maneira de dizer), pois não posso acolher que seres inescrupulosos ainda vivem praticando este tipo de atitude aqui no Cabo de Santo Agostinho

Vamos estar de Olho bem aberto

Ass. Moura

olho-vivo

Anúncios
Comments
10 Responses to “Laqueadura uma moeda de troca por votos”
  1. CHICO DA CHARNECA. disse:

    Como na grande maioria das pessoas deste município sabe que, esta moeda circula e o intuito maior de quem proporciona este favor, é único e exclusivo a troca por voto,
    Gostaria de esclarece a quem usar desta pratica, primeiro que tudo fica devendo a Deus,
    Vocês estão tirando o direito da procriação, pensando nas suas vagas nos cargos políticos, também quero deixá-los cientes, que belzebu lhes aguarda com as porteiras bem abertas para vocês não se darem o trabalho, de cai dentro bem no meio de onde vocês não deviam der saído, se as vossas genitoras tivesse ligados as trompas antes de vocês nascerem, elas teriam feito um grande favor a humanidade, seus genocidas, vocês nasceram na época errada, vocês deviam ter nascido na Inglaterra na época da gliotina
    Com certeza seriam decapitadores de cabeças, nem por isto, pois morte não vão deixa de conhecer os globos insalubres habitados por espíritos do grau de suas evoluções, vocês vão ganhar em vossas testa o numero, 666,
    Eu soube que um de vocês andou me procurando, se é para me compra já vou avisando não me vendo, e tem mais vou delata vocês tenho um doseei quase pronto, com cinco copias em mãos de pessoas diferentes de minha família, e tem mais quem tira o direito de crianças nascer não faz medo a homem

  2. TIANE-.BAIRRO CHARNECA disse:

    chico eu lhe conheço de vista mais sei que você é corajoso,
    você esta falando a verdade, tome cuidado, você fica mexendo com o interese
    destes cazacudos, vou colocar seu nome em aração, Deus lhe proteja.

  3. Brother disse:

    Tiane, a constituição nos dá este direito, agora é preciso que na hora de colocarmos as nossa opinões, que as mesmas venham pautadas em fatos verídicos e não em informações fantasiosas, agora falar a verdade é uma obrigação todos!!

    Brother.

  4. CHICO DA CHARNECA. disse:

    BROTHER, ESTA FORMA DE COLOCAR SUAS OPINIÕES, UZANDO NOME
    FIQUITICIO, É ESTA A VERDADEIRA FANTASIA,
    VOCÊ JA FOI CONVIDADO P/ ENTRA EM CONTATO COM SILVINHO,ASSESOR DO VEREADOR ARIMATÉIA, PORQUE NÃO SE REVELA, O SEU NOME JA É UMA FANTASIA

  5. Rogerio Costa disse:

    O Controle da Natalidade
    Escrito por Carlos Fernando Priess
    Thursday, 14 October 2004

    “Ainda é um tabu falar a respeito do controle da natalidade, no Brasil”, enquanto isto a pobreza só aumenta, Carlos Fernando Priess.

    Embora esteja o país produzindo pobres e famintos, diminuindo os espaços habitacionais, lotando presídios e casas de recuperação de menores, a verdade, é que ainda é um tabu falar a respeito do controle da natalidade.

    Todos sabem que é urgente se pensar e agir, em relação ao tema, para diminuirmos a miséria atual, e muito mais no futuro, pois não temos habitação, comida, nem tampouco empregos para tantos, e tantos pobres.

    Precisamos lembrar que grande parte dos problemas de hoje, como mendicância, violência, analfabetismo, deficiência no atendimento médico, público , privado, …, poderiam deixar de existir se tivesse havido planejamento familiar para todos no Brasil.

    As estatísticas publicadas pelo IBGE dizem que a taxa de natalidade baixou no Brasil, o que é verdade em relação à classe média em especial. As famílias mais esclarecidas, na atualidade já pensam e praticam o controle familiar.

    Entretanto, isso nos mostra também que para cada criança da classe média nascem cada vez mais crianças pobres. Como a progressão é geométrica, e a classe média começou a diminuir sua prole pelo menos há cinqüenta anos, não é de admirar que hoje nas ruas estejam crianças e adolescentes sem um mínimo de infra-estrutura, como casa, comida, roupas e estudo.

    O governo, assim como a classe média e alta, jamais se preocupou com o planejamento familiar, e também nada tem sido realizado, diante do aumento de crianças carentes, para melhorar o amparo, com assistência médica hospítalar, alimentar e escolar.

    Como os políticos nada fazem, apenas prometem e não cumprem, vivemos os terríveis e cruéis problemas acarretados pelo aumento desordenado da população carente, miserável.

    Um clássico tem se repetido, tem sido uma tradição a classe pobre migrar para a cidade buscando melhores condições de trabalho e educação.

    Devido à falta de crescimento na economia, de forma a atender a população, assistimos que o aumento da migração do campo para a cidade, aumenta cada vez mais o número de pobres, que se encontram, cada vez mais, na miséria, pois falta oportunidade nos grandes centros.

    E a inexistência de controle da natalidade, não é por culpa dos pobres, pois jamais lhes foi dada uma oportunidade, de forma gratuita. Nunca se fez uma campanha para mostrar as vantagens de um número menor de filhos.

    Nunca foi explicado à população que a religião muitas vezes é usada de má fé e os maus políticos só lhes interessam um maior número de seguidores, e a super população, sem estudos é mais fácil de manipular.

    Igualmente, nunca foram ventiladas as conseqüências de não se discutir abertamente, o controle da natalidade, nas escolas, nas universidades, na TV, nos jornais, nas comunidades de bairro as conseqüências de deixar ao “léu” um assunto de vital interesse para todos.

    Precisamos de verdade, enfrentar esse grande problema de frente, utilizando os meios de comunicação, com o apoio dos professores, empresários, chamando a atenção do público para a necessidade de se controlar a natalidade.

    É necessário parar de não fazer nada para impedir as crianças de vir e depois procurar ignorar que estejam aqui.

    Precisamos é claro cuidar das que estão aqui agora, e ao mesmo tempo, vamos planejar quantas virão e aonde vão dormir, estudar, comer, trabalhar.

    O ideal é controlar efetivamente a natalidade para que possamos dar conta de diminuir as mazelas que atingem a população carente, a fome, falta de instrução, a ignorância, desemprego, mendicância, estupro, prostituição infantil, as drogas, abandono social, prisão e mortes prematuras.

    A população cresce a cada dia e o desenvolvimento industrial e tecnológico mal administrado, voltado apenas para o lucro, de uns poucos e a falta da execução das políticas públicas sociais, de saúde, dos direitos humanos, o descaso com o meio ambiente, prejudica a todos.

    Isso precisa ser discutido, para que se coloque em prática um planejamento familiar.

  6. Brother disse:

    Chico da Charneca, acredito que vc não entendeu o meu comentário acima, quando externei minha opinião ela foi uma resposta a preocupação da Tiane com relação ao seu comentário, mais acredito que na vida agente tem que saber a hora de avançar e recuar, não faço comentários para aparecer e sim para lembrar aos políticos que existem pessoas como eu, você e milhares de Cabenses preocupados com destino de nossa cidade, e não com o intuito assumir emprego fantasma, preciso das políticas publicas e não da partidária!! mais pode ter certeza que no momento oportuno vou revelar minha verdadeira identidade. Nos conhecemos e você sabe que não tenho papas na língua! falo e faço o que acho correto!! agora com certeza não vou e não quero agradar a todos!!

    Brother.

  7. Genilson Caethano disse:

    NO CABO ELEITOR NÃO VENDE SEU VOTO
    Ouvi dizer que em todas as eleições e por todo o município do Cabo de Santo Agostinho os eleitores trocam seus votos por cadeira, ferro elétrico, geladeira, caixão de defunto, medicamentos, óculos, areia, barro, cimento, brita, telha, portas, janelas, tinta, cerâmica, empurrão e protelação de processo na justiça, passagens de ônibus, almoços, lanches, prestações de contas atrasadas de água, luz e lojas, leite e fraldas, dinheiro para tirar documentos, viagens para hospital, camisas de time de futebol, bolas, redes de pescar, dormir, barra de futebol, bebidas e comidas para festa de aniversário, igreja, casamento, batizado, aluguel de ônibus, pia, canos, materiais elétricos, carro de mão, caixa de picolé, carrinho de cachorro quente, máquina de batata frita, máquina de costura, sapato, camisa, sandália, cerveja, cachaça, refrigerante, relógio, aluguel de carro de som, aluguel de espaço para eventos, ligação de trompas ou qualquer outro tipo de cirurgia e consultas, extração de dentre e outros serviços odontológicos, fichas para consulta, cesta básicas, até vaso sanitário. Estranho, não ouvi ninguém falar em caderno, lápis e borracha. Ainda bem que no Cabo ninguém vende seu voto por dinheiro.

  8. Brother disse:

    Genilson, enquanto tivermos pessoas com esta metalidade de que vale apena vender seu voto por uma centena de tijolos e duas garrafas de cachaças podes ter certeza que a nossa cidade irá continuar do mesmo jeitinho, com políticos incompetentes e irresponsáveis!! estamos colhendo hoje o que plantamos no passado, se não tivermos coragem para para corrigir-mos os erros, o futuro será pior ainda para nossos filhos e netos. Sabemos que mudar dá trabalho, mais quem disse que vamos ficar de braços cruzados. AGUARDEM!!!

    Brohter

  9. Aninha disse:

    colega, você é contra laqueadura?
    vc não acha que os pobres deveriam ter 2 filhos?
    a miseria é decorrente da filharada, concorda?
    é mto melhor os politicos oferecerem laqueadura que bolsa familia/esmola colocando peixe na boca dos vadios acomodados sente fome + qurem o prazer d fazer filhos na miseria não acha?

Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] fazer valer o direito a democracia o Portal Cabo em sua matéria “Laqueadura uma moeda de troca por votos” já avia relatado que varias denuncias chegaram até minha pessoa, mas nem uma delas com provas […]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: