DITADURA IMPERIAL

DITADURA IMPERIAL

Já falamos outras vezes sobre a truculência do governo municipal, bem conhecida por muitos cabenses. Hoje, dia 07 de novembro, toda a equipe do vereador Ricardinho fazia uma panfletagem no centro da cidade, precisamente na calçada da Rede Ferroviária. Fomos avisados por um guarda municipal que não era permitido armar tendas na área, o que logo tratamos de resolver, desarmando a mesma, em seguida nos foi informado pelo Chefe de plantão dos mesmos, que deveríamos “amarrar” a faixa que estava fixada em uma das pontas numa árvore e mais uma vez prontamente atendemos a orientação.

panfletagem2panfletagem3

Minutos mais tarde o Coordenador da Guarda, Sr Mafra, chegou de maneira arrogante, evitando qualquer possibilidade de diálogo, o que foi tentado por nós, dizendo que a faixa deveria ser retirada e caso sua ordem não fosse acatada que faria isso ele próprio. Pois bem, mais uma vez na tentativa de evitarmos confrontos, o que certamente não era a intenção dos seguranças de Dom Cabral, a desatamos e dois dos nossos companheiros ficaram sustentando a mesma, embora essa providência tenha sido tomado com o intuito colocado acima, o Sr Mafra mais uma vez de maneira arrogante, disse com suas palavras: ‘Aqui não vai ficar, principalmente material do vereador Ricardinho”. Foi preciso que acionássemos uma patrulha da Polícia Militar para que o comandado do Império se recolhesse ao seu lugar, sumindo covardemente em seguida. Contra fotos não há argumentos!

panflatagem1

O fato narrado acima, mostra mais uma vez o quanto esse governo disfarça quando fala em democracia, o vereador estava exercendo seu direito não apenas de autoridade legislativa, mas também de cidadão. Vale salientar que o material que estava sempre usado na panfletagem objetivava esclarecer à população sobre o Projeto da Internet Grátis de autoria do vereador Ricardinho e que foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal e que vem recebendo uma grande aprovação de toda a população, que sempre abordando a equipe do vereador, vem procurando obter maiores esclarecimentos acerca do projeto.

É lamentável que depois de enterrada a ditadura militar ainda se levante dos túmulos comportamentos tão vergonhosos para os dias de hoje.

Jairo Lima

Da Assessoria do Vereador Ricardinho

Nota do Portal Cabo

Niguem tem o direito de tirar de nós o livre ato de divulgação, dilvulgar atos de um vereador e praxe legal garantida por lei, e este pessoas da Prefeitura tem que tomar umas aulas com o Secretario João Batista de Moura que é um Grande advogado e podia o mesmo, colocar este Pessoas da Guarda Municipal para tomar umas aulas de Democracia.


Comments
8 Responses to “DITADURA IMPERIAL”
  1. CHICO DA CHARNECA. disse:

    COISA FEIA SEU PREFEITO, ESTAMOS NO ANO DE 2009
    NÃO LHE DISERAM AINDA, SUA ASSESORIA É FRACA MESMO,
    COMEÇANDO POR SEU ARTICULADOR MAIOR,
    SO QUER SER MAUSETUMO, RITHER, OU SEU CONTEPORANEO
    SADAM RUSSEM

  2. Manoel disse:

    Caro amigo Chico da Charneca, lhe pergunto como vai sua amizade com o vereador José de Arimatéia?

    Dados do Processo
    Numero 210.2006.001020-3
    Descriao Termo Circunstanciado
    Vara Primeira Vara Criminal da Comarca do Cabo de Santo Agostinho
    Juiz Elson Zoppellaro Machado
    Data 23/11/2006 15:24
    Fase Sentença
    Texto Processo nº 210.2006.001020-3

    Sentença

    Vistos, etc….

    FRANCISCO ASSIS ARAÚJO, qualificado, foi indiciado como incurso nas penas do
    artigo 147 do CPB, por ter, no dia 09 Mar 06, pelas 16:00 horas, na Via Pública do Bairro
    Charneca, neste Município, ameaçado as pessoas de José de Arimatéia Jerônimo Santos, David
    Clayton da Silva e Eraldo José de Barros, conforme histórico de ocorrência policial.
    Antecedentes criminais do autor sem registros. Designada Audiência Preliminar – rito da Lei nº
    9.099/95 – os ofendidso, conforme Certidão de fls. 26, declararam expressamente não quererem
    representar contra o autor do fato, renunciando, pois, ao direito de Representação, retratando-
    se de anterior manifestação em sede policial.
    Com vista dos autos, a culta Promotoria de Justiça, conforme Parecer de fls. 26v,
    pugnou pela extinção da punibilidade.
    Conclusos. Decido.
    Assiste razão à ilustre Promotoria. Com efeito, para a hipótese dos presentes
    autos – crime de ameaça – infração de menor potencial ofensivo — como condição de
    procedibilidade, a Lei exige do ofendido a competente Representação (Art. 147, parágrafo único,
    CPB).
    Embora a Lei nº 9.099/95, que trata das infrações menores, tenha previsto a
    renúncia ao direito de Representação apenas como decorrência de homologação de acordo para
    a composição de danos civis (Art. 74, parágrafo único), é razoável entender-se a aplicação de tal
    instituto, também, quando não há, no entender da vítima, dano algum a ser composto. Por
    oportuno, cito: “Se a vítima, julgando-se com direito à indenização e recebendo-a do autor do fato,
    pode renunciar, tal manifestação há que ser admitida, também, se a vítima diz expressamente que
    nada tem a reclamar” (TACRIM-SP-AP-975.217/1-IBCCRIM 57/97, p. 202).
    A renúncia tácita prevista no Art. 74, parágrafo único, da Lei 9.099/95, é
    causa de extinção de punibilidade, o que demonstra a indiscutível natureza penal do instituto,
    acrescendo-se, a partir de sua vigência, uma “nova hipótese ao rol do Art. 107 do CPB”, como nos
    alertou Ada Pellegrini Grinover in Juizados Especiais Criminais, Ed RT, 1997. Por tal, maior
    razão existe para declarar-se extinta a punibilidade do autuado quando a renúncia é expressa. É
    de concluir-se que a renúncia tácita ou expressa ao direito de representação obstaculiza a
    proposta do Ministério Público para a aplicação de pena alternativa restritiva de direitos, multa
    ou a suspensão condicional do processo.
    Ante o exposto, julgo extinta a punibilidade do autor dos fatos nestes autos tratados, o
    que faço com arrimo no Art. 61, caput, do CPPB e no Art. 107, V, do CPB, c/c o Art. 74,
    parágrafo único, da Lei 9.099/95.
    Sem custas. Publique-se. Registre-se. Intimem-se. Com o trânsito em julgado,
    arquivem-se os autos, com as cautelas legais.
    Cabo de Santo Agostinho,PE, 23 de novembro de 2006.

    Élson Zoppellaro Machado
    Juiz de Direito

  3. Brother disse:

    Pessoal, o texto acima mim deixa muito preocupado, quem é esta pessoa chamada Mafra e quem deu a este cidadão o título de dono do Cabo?? será que sabe o que siginifica direitos sociais??

    Direitos sociais são aqueles que têm por objetivo garantir aos indivíduos condições materiais tidas como imprescindíveis para o pleno gozo dos seus direitos, por isso tendem a exigir do Estado intervenções na ordem social segundo critérios de justiça distributiva. Assim, diferentemente dos direitos liberais, se realizam por meio de atuação estatal, com a finalidade de diminuir as desigualdades sociais. Por isso, tendem a possuir um custo alto e a se realizar a longo prazo.

    Os direitos sociais do homem consistem em: o direito à vida (direitos da mãe, direitos da infância, direito das famílias numerosas); direito à igualdade do homem e da mulher; direito a uma educação digna do homem; direito de imigração e de emigração; direito de livre escolha para aderir às diversas associações econômicas, POLÍTICAS e culturais, e para delas sair ao seu agrado. APRENDEU SENHOR MAFRA??antes de sair as ruas tratando todos como se fora marginais, procure antes saber dos DIREITOS delas!!

    Brother.

  4. CHICO DA CHARNECA. disse:

    MANOEL, VOCÊ PERGUNTOU E EU RESPONDO
    SE FOSSE MESMO MANOEL, MAIS SEI QUE VOCÊ É MESMO UM MANE, A MINHA AMIZADE COM O VEREADOR ARIMATÉIA NUNCA TEVE MELHO QUE AGORA, SO EM ELE FAZER OPOSIÇÃO AO SEU PREFEITO ELE JA É DEMAIS, E SE O VEREADOR ARIMATÈIA CONTINUAR ASIM ELE VAI CONQUISTAR O SEU VOTO AGORA NAS PROXIMAS ELEIÇÕES, PARA DEPUTADO ESTADUAL, EU SEI QUE VOCÊ VOTA NO CANDIDATO DA PREFEITURA, COM ESSA BABAQUISE SO SENDO

  5. Agora sei por que até mesmo em alguns sites os moderadores muitas vezes suprimem uma matéria ou um comentário enviado.
    Quando o cidadão, admite ter cerceada suas liberdades e seus direitos constitucionalmente garantidos, por mais simples que sejam, acaba perdendo; um a um, começa pelos mais simples até que todas suas liberdades e direitos sejam suprimidos, as matéria abaixo mostra claramente, onde esta nos levando esta passividade e omissão da maioria.
    A COISA ESTÁ FICANDO PRETA – PATRULHAMENTO GERAL.
    O primeiro jornalista a sofrer cerceamento do direito de bem informar, em consequência dos seus verdadeiros, contundentes e procedentes comentários contra os desmandos do atual governo, foi o Boris Casoy. De acordo com o noticiário da época, ele foi demitido a pedido do próprio Lulla.
    Entretanto aos olhos dos menos atentos, a coisa vem se agravando de maneira avassaladora e perigosa, senão vejamos:
    O Programa do Jô, tirou do ar (sem dar qualquer satisfação ao público) o quadro “As Meninas do Jô” que era apresentado às quartas feiras onde as jornalistas Lilian Wittifib, Ana Maria Tahan, Cristiana Lobo, Lúcia Hippólito e por vezes outras mais, traziam à público e debatiam todas as falcatruas perpetradas por essa corja de corruptos que se apossou do país. As entrevistas sobre temas políticos não têm sido mais levadas a efeito atualmente. Virou um programa de amenidades e sem qualquer brilhantismo.
    O jornalista Arnaldo Jabor, considerado desafeto pelo governo atual, vem sofrendo, de forma velada e sistemática, todo tipo retaliação. Já foi processado, condenado, amordaçado e por aí vai. Sua participação diária, às 07:10 na Rádio CBN tem se limitado a assuntos sem a relevância que tinha, haja vista que está impedido de falar sobre assuntos que envolvam a política nacional e o atual governo.
    A jornalista Lúcia Hippólito, que tinha uma participação diária, às 07:55 hs na Rádio CBN, não está mais ocupando o microfone da emissora como fazia e nenhum comunicado foi feito pelo âncora do horário, o jornalista Heródoto Barbeiro.
    Sorrateiramente, colocaram-na como âncora em outro horário, onde enfoca matérias mais amenas e sem a habitual, verdadeira e procedente contundência.
    Diogo Mainard, da Revista Veja, além de processado, vem sofrendo várias ameaças de morte por parte do jornal do MR-8 (que faz parte da base aliada ao Lulla) e de integrantes dos chamados “Movimentos Sociais”.
    O jornal “Estadão” de São Paulo está sob forte censura governamental há pelo menos 60 dias.
    Pelo que se vê, Fidel Castro está fazendo escola na América do Sul. O primeiro a colocar em prática estes ensinamentos, aniquilando o direito de imprensa foi Hugo Chaves, e pelo andar da carruagem o nosso PresiMENTE está trilhando pelo mesmo caminho.

    Constitucionalmente:
    Onde está o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.
    Onde está o LIVRE DIREITO DE MANIFESTAÇÃO.
    Onde está a LIBERDADE DE EXPRESSÃO
    Onde está a LIBERDADE DE UMA NAÇÃO.
    Leiam a íntegra do comentário feito pela jornalista Dora Kraemer, no Estadão de Domingo.
    Destaca-se o seguinte trecho que transcrevo: “Jabor faz parte de uma lista de profissionais tidos pelo Presidente Lula como desafetos e, por isso, passíveis de retaliação à medida que se apresentem as oportunidades.
    ESSE TEXTO DEVE-SE TRANSFORMAR NA MAIOR CORRENTE QUE A INTERNET JÁ VIU!
    ACORDA BRASIL, ENQUANTO É TEMPO, E REAJA.
    PROVA:
    Baderna no lançamento do Livro Honoráveis Bandidos em São Luís
    • 05/11/2009, 1:29

    Um grupo mal intencionado de “estudantes” ligados à UMES – União Municipal dos Estudantes Secundaristas e Federação dos Estudantes do Maranhão, participaram de uma triste manifestação hoje à noite no lançamento do livro do jornalista paraense Palmério Dória Honoráveis Bandidos – Um retrato do Brasil na era Sarney, em São Luís. O livro narra a trajetória, e enriquecimento inexplicável, de Sarney e família ao longo de sua vida política, contextualizando os fatos à história do Brasil e do Maranhão.
    Munidos de um jornaleco intitulado “A Navalhada Bandida” e falando palavras de baixo calão, os jovens jogaram ovos nos jornalistas Palmério Dória e Mylton Severiano, autor e co-autor do livro, respectivamente.
    Uma garota, aparentando estar bêbada (ou drogada), correu em direção a Jackson Lago para jogar uma torta no rosto do Governador, acabando “desarmada” logo em seguida.
    Após esses acontecimentos houve uma confusão generalizada, cadeiras jogadas ao alto e a porta de vidro do Sindicato dos Bancários acabou quebrada pelos “estudantes” revoltados. Os baderneiros ainda saíram apedrejando carros e pessoas quando corriam, em fuga, pela Rua do Sol, Centro de São Luís
    Financiamento público
    Alguns dos marginais participantes dessa baderna foram reconhecidos como funcionários da Secretaria de Juventude de Roseana Sarney, entre eles estavam Ana Paula Ferreira Ribeiro e Felipe Martins, ambos comissionados da pasta do secretário Roberto Costa – PMDB.
    O sol e o progresso não se escondem com peneira, imaginem ovos e tortas
    Depois de todo esse alvoroço, ao som de Oração Latina e do violão de César Teixeira, retomaram-se os trabalhos para as considerações sobre o livro e o início da noite de autógrafos, com Palmério Dória.
    É desespero, é desespero…
    Ficou feio para os Sar(na)ney essa demonstração latente de desespero. Trabalho sujo de pancadaria, baixaria e agressão moral feito por esses jovens marginais. É o Maranhão novamente inovando negativamente na história, é a terceirização da baixaria.
    Acabou o “joga a pedra e esconde a mão”. Agora até a mão está escondida, com força somente nas tintas para financiar atos de vandalismo contra pessoas de bem, que exerciam seu direito de ser contra a política que afunda há quatro décadas o Maranhão.
    E como diria Renato Russo: “… Existe alguém que está contando com você, pra lutar em seu lugar já que nessa guerra não é ele quem vai morrer…
    Ê Maranhão, só contigo mesmo que essas coisas acontecem, nem ler teu povo pode mais…
    Este livro é um retrato fiel de como vivem e agem 98% dos políticos brasileiros, colocaram a cara do ladrão mor e f ala sobre sua vida e de sua família mais retrata a grande maioria – Alberto Figueiredo

  6. Manoel disse:

    Caro amigo Chico, não fique com raiva fato é fato e fica na história!
    No caso de um cidadão identificar irregularidade na gestão de um determinado recurso público, o melhor caminho é o ajuizamento de ações. “Identificando irregularidades na gestão de recursos públicos, o cidadão pode ajuizar uma ação popular (que tem legitimidade por ser portador de título eleitoral) ou procurar os órgãos de fiscalização, como o Tribunal de Contas e o Ministério Público, que, em regra, também possuem canais de atendimento pessoal, telefônico e virtual com o cidadão, muitas vezes preservando a identidade.”
    A fiscalização do dinheiro público no Brasil é um assunto complexo. Nem por isso o tema é recente nas rodas de discussões. Pelo contrário, desde a proclamação da independência se fala no País sobre os gastos das administrações.
    Em 7 de setembro de 1890, por iniciativa do então ministro da Fazenda, Rui Barbosa, foi criado o TCU (Tribunal de Contas da União), norteado pelos princípios da autonomia, fiscalização, julgamento, vigilância e energia.

    Um forte abraço!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Manoel

  7. CHICO DA CHARNECA. disse:

    MANOEL, VOCÊ É MUITO MENUSCULO PARA PODER ENTENDER, A MIM E AO VEREADOR ARIMATÉIA,
    JA LHE FALARAM SOBRE PASSADO, TALVEZ VOCÉ NÃO SAIBA,
    POLITICOS SÃO COMO AS NUVES, A CADA MOMENTO MUDAM DE FORMAS E DE LUGARES

  8. Minha nossa!
    Cuidado Manoel! Pode ser que alguma dessas nuve politica o apanhem e o levem para outro lugar, e se for um lugar menusculo, caberás?
    Como diz o velho sábio Fu-man-chu, é miô calá, sacou?
    Contra parcialidade não adianta argumentar, você sempre estará errado, vagando em brancas nuvens ou enxugando gelo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: