Outra boa noticia contra a usina de lixo no Cabo

Oposição no Recife cobra que requerimento da CPI do

lixo entre em pauta nesta terça

Outra boa noticia contra a usina de lixo no Cabo


Isto mostra a Gravidade ambiental que este tipo de Usina pode acarretar para o Cabo veja na matéria abaixo que a Vereadora Aline Mariano (PSDB) do Recife pede votação nominal dos vereadores quanto à instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do lixo. Aline quer saber o que pensam os pares da Casa acerca dos contratos para a manutenção, limpeza urbana e tratamento do lixo no Recife.

Ainda bem que não estamos sozinhos nesta luta.

O requerimento será apresentado aos parlamentares na tarde desta terça-feira (20 de abril). Se aprovada, a comissão será composta por cinco membros, assegurada a proporcionalidade partidária, com o prazo de duração estabelecida no artigo 244 do Regimento Interno. A votação é de maioria simples e o presidente da Câmara só vota em caso de empate.

A ideia da CPI é apurar as seguintes questões relativas ao lixo: a coleta, o tratamento (que é o Recife Energia) e os aterros (destinação do lixo). “Passamos quase um ano aqui questionando os contratos com as empresas interessadas no serviço. Não entendemos a demora nessa licitação. O próprio Tribunal de Contas do Estado (TCE) já fez recomendações que não foram acatadas pela PCR, a exemplo, dividir em mais lotes o valor do contrato e diminuir o valor da despesa. Mas a prefeitura insiste em manter os mesmos critérios. Quer apenas duas empresas prestando o serviço da coleta, adiando a licitação e deixando de fora empresas que gostariam de participar da seleção”, denuncia Aline.

A empresa Andrade Guedes é responsável pelo lote 1, que é de 30%. Já a Vital Engenharia Ambiental tem o 2 lote, ou seja, 80% . Ambas trabalham através de contratos temporários – o que causa instabilidade contratual e de prestação de serviço -, já que o processo licitatório está suspenso por determinação judicial. A primeira empresa recebe, em média, R$ 6,1 milhões para executar o serviço. Já a segunda, R$ 2,1 milhões mensais.

Além disso, existe um valor milionário que vem sendo gasto com dois aterros sanitários privados: Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, e o CTR, em Igarassu. O valor do investimento com os dois é de pelo menos RS 8,9 milhões. O polêmico contrato para o Recife Energia vai dispensar recursos da ordem de R$ 308 milhões, em área de preservação ambiental.

Em maio do ano passado Aline propôs a CPI do lixo. Á época, chegou a ter 11 assinaturas, das 13 necessárias para a aprovação da comissão. Após uma manobra governista na Casa, quatro parlamentares recuaram e tiraram suas assinaturas do documento.

Comments
2 Responses to “Outra boa noticia contra a usina de lixo no Cabo”
  1. Sempre digo que a maior parte dos desvios de verbas está no lixo, o TCE ou MP vai destacar pessoas suas de ilibado comportamento para ficalizar a entrada e pesagem dos caminhões com o lixo recolhido visto que o pagamento é efetuado por tonelada? Claro que não!
    Estamos em ano de campanha, vejam em quanto aumenta o número de pessoas empregadas pelas empresas prestadoras deste serviço.
    O vereador x manda, o prefeito Y manda, a empresa emprega, mesmo que passada a eleição todos estarão na rua.
    O TCE é uma criança nas mãos deste ratos, afinal os conselheiros são colocados lá por quem?
    Jamais esqueço teve um governador que sabia da possibilidade de ser julgado culpado de um desvio de dinheiro pela venda do de uma estatal, logo como a diferença seria de apenas um voto, nomeou um conselheiro que lhes desse voto favorável.
    Ora! Quem podendo ter um (sustenta faz nada) pelo resto da vida “já que cargo de conselheiro do TCE é vitalício” quer perder uma boquinha destas e ser contra quem lhe proporcinou segurança, fortuna e respeitabilidade pelo resto de seus negros dias?
    Porque as recomendações deveriam ser acatadas por uma prefeitura?
    Uma ligaçãozinha para os locais certos e isso vai ficando até a morte de gerações de prefeitos enquanto nosso dinheiro vai entrando nos bolsos de prefeitos e secretários.
    Prática antiga, conhecida, aceitável provavelmente elogiada por toda corja.

  2. Como dito acima; depois de uma manobra “parlamentarmente falando”.
    Aqui fora conhecido como conchavo ou maracutáia em alguns casos chantagem: Ou você retira sua assinatura ou deduramos você no caso do desvio de verba X.
    Normal, corriqueiro, naturalissímo dentro do ambiente parlamentar.
    Hoje dá para comparar os parlamentares brasileiros com os padres pedófílos, morrem na “túia” de lixo, mais continuam se dizendo honrados

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: