A MUSICA A DITADURA E BRASILIA

A MUSICA A DITADURA E BRASILIA

DITADURA

Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar. “Chega de Comentários a respeito de um passado que não carece Lembrar”

BRASILIA

Foi no século passado, mais precisamente no ano de 1823, que se falou pela primeira vez em Brasília, uma nova capital para o Brasil situada no centro da país. O autor da mesma? José Bonifácio

Cinquenta anos depois, 1983, Dom Bosco, santo italiano fundador da ordem dos salesianos da Igreja Católica, sonhou com uma depressão larga e comprida entre os paralelos 15° e 20° a partir das margens de um lago – “Tra il grado 15 e il 20 grado vi era un seno assai lungo e assai largo que partiva di un punto che formava un lago. Allora una voce disse ripetutamente, quando si verrano a scavare le miniere nascoste in mezzo a questi monti di quel seno apparirà quila terra promessa fluente latte e miele, sarà una ricchezza inconcepibilie”(Memorie Biografiche, XVI, 385-394).

Décadas depois, o governo de um homem a frente de seu tempo, trouxe à tona essa possibilidade e inúmeras foram as discussões acerca de tamanha mudança, histórica, política, econômica e social, para o Brasil. Até que em 15 de março de 1956, decidiu o presidente Juscelino Kubitschek, construir a nova Capital Federal – Brasília.

Em setembro do mesmo ano o Congresso aprovou, por unanimidade a Lei n° 2.874, e foi lançado o edital do concurso do Plano Piloto, no mês seguinte foram iniciadas as obras da residência oficial provisória do presidente, o atual Catetinho, concluída em apenas nove dias.

O vencedor do concurso foi o urbanista Lúcio Costa, que aproveitou o relevo da região e adequou todo o projeto ao já existente projeto do Lago Paranoá que foi elaborado pela Missão Cruls em 1893.

O primeiro prefeito de Brasília, nomeado quatro dias de sua inauguração, foi Israel Pinheiro. Ele prometeu que se Dom Bosco, santo, o ajudasse a construir Brasília em dois anos faria uma homenagem à ele, com uma capela. E construiu com o primeiro material de construção chegado à nova terra a Ermida Dom Bosco, localizada exatamente sobre o paralelo 15°.

A terceira capital do Brasil foi inaugurada em 21 de abril de 1960, por JK, que revolucionou a história do Brasil transferindo para o Centro-Oeste, gradativamente, toda a administração federal e as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais.

Brasília ganhou seu primeiro governador, Hélio Prates, em 1987, quando conquistou sua autonomia política e declarada pela Unesco “Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade”.

MUSICA

Esta sim, pode o tempo passar, muitas coisas iremos lembrar, ela reflete nossos mais íntimos sentimento, ela é tudo aquilo que a alma poderia dizer de sua existência, ela é o elo entre a criatura e o criador.

E nestas minhas pesquisas encontrei um vídeo feito pela TV Globo ao qual enlaça os três períodos

Comments
3 Responses to “A MUSICA A DITADURA E BRASILIA”
  1. Caro Moura,saudações cordiais…
    Na realidade um passado de perdas e danos não nos ajuda a crescer; porrem as lembranças marcantes ficaram, como é dificíl esquecer um farimento que deixou uma cicatriz, esta cicatriz talvez não esteja em nós de uma forma direta, indiretamente está em todos nós que atravessamos um período de persseguições e controvércias, que sofreu a tortura pela perda de um famíliar ou amigo, talvês aqule lutava por uma causa que poderia ter contribuido por um ¨hoje¨melhor… Quantos ideialistas e visionários lutaram por esta causa, um exemplo que ficou marcado na história do nosso País, me refiro ao Sociólogo e Humanista Josué de Castro (O Jusué da Fome), êle que morreu de saudades, saudades do seu povo e da sua terra por ter vários pedidos de anistia negados!!! -Me refiro à ditadura militar que a tantos mutilou e dizimou!!! – Para expressar os meus mais sinceros e profundos sentimentos pelos mortos e desaparescidos apartir de 1964, escreví o poema ¨FRAGMENTOS, o qual foi publicado no jornal Folha de Pernambuco, edição do dia 21/ 07/ 2004, onde o redator da página fez um breve relato: João Sávio…, Poeta pernambucano, nascido em Escada, defensor do meio ambiente e da paz em seus poemas).
    Fragmentos

    Entre riscos e rabiscos
    Fifuram em meus pensamentos
    As marcas de um tempo
    Nas côres: verde, amarelo, o branco da paz
    Aquele azul tão belo, expressa a grandeza
    – Mais um coração rubro se vai
    A vanguarda reagia,
    Suplicava por liberdade,
    Sonhava com a paz…
    Na sua infinita hipocondria
    Nos porões árduosda agonia
    No exílio, sem lar…
    Os filhos deta terra
    Hoje transformados em fragmentos de guerra
    Fragmentos jogados ao vento
    Nas esquinas sombrías do esquecimento
    Fragmentos, são só frafmentos
    Contidos em nossas lembrançasCrescente à esperança
    Na solidão das covas frias e rasas
    Outros imérsos, nos rios, nas águas
    Ou nas profundezas do mar!…

    Moura, parabéns pelo Portal, continua genial!!!
    Sinceramente João Sávio dos Santos Lima.
    tempo

  2. O Portal Cabo está realmente de parabéns!
    A quantidade de cidadãos comprometidos com o Cabo que postam matérias e comentários aumenta quantitativa e qualitativamente, isso é muito bom para o Portal Cabo, melhor ainda para o município.
    Transforma-se pela credibilidade, imparcialidade e comprometimento com o povo
    cabense numa sentinela da cidadania.
    Espero que a falta de apoio seja superada que cada dia abram-se novas portas, e apareçam meios para torná-lo cada vez mais forte.
    Um abraço!

Trackbacks
Check out what others are saying...


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: