Milhões de Caranguejos tentam invadir a ALEPE para exigir seus Direitos

Milhões de Caranguejos tentam invadir

a ALEPE para exigir seus Direitos

Os mesmo navegarão pelas águas rasas de Suape, com destino ao centro do Recife, entrarão pelo rio Capibaribe com destino a (ALEPE) Assembléia Legislativa de Pernambuco, com o intuito de proteger seu habitat os mesmo em assembléia geral neste domingo, decidirão que a única forma de Resguardar sua moradia, e da eventual construção, de um complexo da indústria naval em seu berçário natural, seria invadir e confrontar os Deputados que em favor de interesse do governador iria os mesmo, acabar com suas proles.

E nesta assembléia os lideres que faziam parte da mesas organizadoras eram:

* Caranguejo-azul (Callinectes sapidus)

* Boca-cava-terra (Uca tangeri)

* Caranguejo-aranha-gigante (Macrocheria kaempferi)

* Guaiamu (Cardisoma guanhumi)

* Caranguejo-uçá (Ucides cordatus)

* Aratu (Aratus pisoni)

* Caranguejo-amarelo (Gecarcinus lagostoma)

* Chama-maré (Uca sp.)

* Caranguejo-do-rio (Trichodactylus sp.)

* Caranguejo-dos-coqueiros (Birgus latro)

* Grauçá (Ocypode quadrata)

* Maria-farinha (Ocypode albicans)

* Caranguejola (Cancer pagurus)

* Caranguejo-de-água-doce-de-malta (Potamon fluviatile)

* Caxangá (Callinectes larvatus)

* Caranguejo real, Caranguejo-rei, ou ainda Caranguejo gigante (Paralithodes camtschaticus)

* Santola (Maja squinado)

Todos de comum acordo colocarão suas explanações sobre o grave Problema existente em sua colônia, mas como todo o reino á aqueles que pensam diferentes.

O caranguejo Maria farinha disse: Não vou me preocupar com a casa alheia, minha área esta repleta de turista e a muita comida deixada na praia, onde minha prole vive destes alimentos e não quero entrar em guerra com os barões que custeia este Porto, que nos finais de semana, vão os mesmo para minha área gastar seus lucros e assim alimentando minha família.

Neste ínterim muito zunzunzum começou e o Guaiamu Gritou

Não posso aceitar no que eu escuto, a minha área que é o Mangue será agredido e todos corremos o risco de ser comidos, seremos presa fácil como já somos agora, deixar de lutar já mais, basta ver que o Senhor Maria Farinha, sua cor já não é a mesma, devido aos bons alimentos jogado na praia, veja que seus antepassados sua cor não era esta, veja quanta agressão o homem já fez a sua espécie, basta analisar que em outrora as praias eram repletas da sua espécie, que até Ganhou o nome de uma Praia e hoje vocês vivem a míngua, debaixo de barracas colhendo os restos de sobra, veja quanta ironia, antigamente vocês eram os reis da praia, agora são míseros colhedores de lixo.

Muitos aplausos foram ouvidos, Maria farinha olhava sua cor e a pensar se calou.

Diante de todos UÇA falou, com sua majestosa garra azul elevou ao alto e disse:

Não Podemos deixar que nosso lar vire uma verdadeira restinga de mangue, onde varias espécies irão morrer e até que encontremos novamente mãos abençoadas, que passaram por aqui, a milhares de anos, onde o mesmo nos criou e nos legou esta área, para procriamos e alimentar outras espécies, inclusive o Homem, que hoje é o nosso grande agressor.

Não compreendo ainda a vontade do Criador, em criar um agressor tão vil como este, que nos afronta hoje e no calar da noite partiremos, em busca de uma solução amigável para esta questão

Vamos invadir a ALEPE, vãos mostrar sem palavras o nosso repudio, em silencio marcharemos, mostraremos a nossa revolta e quem sabe estaremos virando capa de jornais, revista e quem sabe até seremos estudados por alguns biólogos, que irão querer saber qual é o motivo desta invasão.

E neste ato tentaremos mostra que temos nosso direito.

Os milhões ou até trilhões de caranguejos aclamaram e partirão para esta revolta silenciosa.

Bem meus caros amigos, esta seria uma bela história, que poderia ter ocorrido em nosso mangues ou no fundo mar, se elaborei esta pequena historieta é para chamar a atenção, de que estes crustáceos são seres vivos e pedem e clamam por socorro e ainda contribuem para alimentar varias famílias que tiram o sustento de seus lares no Mangue.

E se os mesmo forem extinto, estas famílias também poderão fazer parte da inclusão e aniquilamento de uma raça chamada Homem, pois quem hoje contribui para a agressão também colherá a extinção.

Ass. Moura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: