Paciente é obrigado a ficar ao sol e na chuva em posto de Saúde no Cabo.

Paciente é obrigado a ficar ao sol e

na chuva em posto de Saúde no Cabo.

Diante de centenas email que chegam ao Portal Cabo o que mais nos chama a atenção é a Saúde e diante disso estamos elaborando uma serie de visitas surpresas, em vários Posto de Saúde e hospital do Nosso Município, para mostrar como funciona o atendimento nestes locais.

O nosso colaborador Alberto Figueiredo necessitou de fazer uma consulta básica ao qual nos relata como tudo se passou no Posto de Sacramento em Pontezinha.

Em 23/04 precisei do serviço público de saúde, fui atendido no PSF Sacramento, cheguei antes da hora marcada para consulta com a médica de plantão (8:00), a médica chegou no horário e começou atendimento respeitando o atendimento preferencial aos idosos, gestantes casos urgentes, fui atendido ás (10:00 horas), normal levando-se em conta que é apenas um profissional para atender a todos, diga-se de passagem de forma atenciosa, sem excluir os demais membros do posto e das agentes de saúde.

Já no dia 24/04 como me foi pedido pala médica exames de sangue, cheguei ao posto às (07:30) para coleta do material, para minha surpresa pois ninguém me explicou que deveria chegar às (06:30) para receber uma fixa que me daria direito ao atendimento, pelo adiantado da hora não consegui a fixa foi remarcada então a coleta para o dia (28/04), com a observação que deveria chegar cedo.

Porém, como nada funciona, (100%) na prestação dos serviços aos cidadãos que pagam os salários de todos, presenciei e participei como usuário de uma ação inaceitável.

Ação sob responsabilidade exclusiva da área administrativa sob comando de uma senhora de nome (Rosangela).

Ontem 28/04, cheguei ao posto de Saúde de Sacramento às (06:00) sob chuva, já haviam 09 pessoas aguardando, perguntei então porque ficavam na chuva, senhoras, crianças, idosos e gestantes.


A resposta que recebi foi estarrecedora.

Não podemos esperar sentados dentro do posto e como não existe nenhum anteparo do lado externo o jeito é ficar na chuva.

Uma senhora de mais idade, doente e com frio, foi à grade e bateu pedindo para entrar de dentro do posto uma voz respondeu!

Só quando o responsável chegar, então, como nada nos restava “muitos em jejum desde as (18:00) horas do dia anterior, com frio, doentes e idosos” o jeito era esperar que o senhor da chave do posto público chegasse e ele chegou (07:16).

De pose da ficha Nº 10, “pois apenas 15 pessoas podem coletar sangue por dia” ás (08:10) meu material foi coletado.

Quase tudo aceitável exceto a falta de respeito com os cidadãos, principalmente com crianças, idosos e gestantes.

Este fato, fechamento do posto se repete no horário das (12:00) e assim fica até às (13:30), ficando da mesma forma “do lado de fora, ao sol ou chuva os que dele precisam.

Devemos esperar o que do novo secretário da saúde?  Em pé, na chuva, doente e com fome?

Uma análise do Posto e seus serviços

Uma das coisas que me chama atenção é a quantidade de ficha distribuída para fazer tais exames, isso é do tempo dos senhores de engenho. Será que o Município como o Cabo, seus munícipes tem que pegar ficha para fazer um simples exame, será que o laboratório que recebe para fazer tais serviços, estipulou ao município que ele só pode coletar 15 exames em cada posto de Saúde no município. Fato curioso este?

Se o Posto o próprio nome diz Saúde, como o mesmo faz com que seus usuários passem por este tipo de atitude, que é ter que ficar do lado de fora na chuva, ao sol, ao relento até que seja atendida sua necessidade básica que é uma simples consulta o até mesmo um simples exame.

Como podemos aceitar tais atitudes já que o novo secretário de Saúde anda dizendo por ai que tudo esta sendo providenciado para que se dê um ótimo atendimento ao povo de Pontezinha e como se não bastassem as deficiências na área de sua responsabilidade, dizer que chegou ontem e esta buscando melhorias não adianta, aja, não faça como a maioria dos secretários, não passe para o prefeito que em Pontezinha tudo esta bem.

Será que pelo menos uma vez um secretário vai ser digno o suficiente para dizer claramente ao prefeito por quais apuros passa esta população, ou ainda vamos esperar muito tempo, ou que ele saiba pela imprensa ou por mensagens enviadas a ele próprio dando conta da incapacidade administrativa de mais um maquiador de situações.

Para não perder tempo, não será aceita a desculpa de falta de dinheiro, (ouvi uma pessoa dizer; o Cabo tem muito dinheiro o povo não precisa passar por isso e olhe que na época a arrecadação do Cabo era muito inferior a de hoje, ao ler isso à pessoa lembrará) é provável que tanto você quanto nosso prefeito saiba que resposta terá do povo.

Desejo sucesso para a pasta por vossa excelência administrada e rápidos progressos

Um abraço

Alberto Figueiredo – (81) 3479.2986 / 8834.5783

Obs. Não liguei para a ouvidoria da saúde, (que existe apenas para dar satisfações), pois participei da reunião para sua implantação e como o presidente do conselho municipal de saúde na época, no Hotel Canários, afirmou em alto e bom som na frente de outros secretários e convidados que as denuncias deveriam passar antes pelo secretário o que fez com que me retirasse pois não sou muito chegado a faz de conta.

Deduz-se por isso que este órgão seria apenas para fornecer desculpas pré fabricadas e esfarrapadas, me omiti e sabedor de que as coisas que acontecem no município muitas vezes são “enfeitadas” quando da prestação de contas ou informes ao prefeito, resolvi conforme fica comprovado por duas vezes que ao contrário de me dirigir diretamente a ele “o prefeito” e optar por manter afastada a imprensa nada foi resolvido o inversamente contrario das vezes que levei o caso ao conhecimento dele.

Por esta razão optei pela que aparentemente surte efeito mais rápido e ao mesmo tempo chega a seu conhecimento.

Aguardo respostas ou ações, não do prefeito mais do responsável pela área ou como é normal de algum super secretário que assim desejar.

Alberto Figueirêdo

Anúncios
Comments
2 Responses to “Paciente é obrigado a ficar ao sol e na chuva em posto de Saúde no Cabo.”
  1. AMÉRICO disse:

    que saúde em,também quero trabalhar aí,não tem responsabilidade com o povo sofredor e carente,inclusive no horário,07:00 só chegar as 10:00,esse emprego ta otimo pra mim,aonde é que eu coloco o meu curriculo?

    eo amigo do povo disse que agora é responsabilidade dele,e se não fosse?

    eu,sou veterinário,mais meus bois tem mais credibilidade de que os seus pacientes.

    o povo,se querem saber são ladrões não,nós queremos o que é nosso por direito.

Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] This post was mentioned on Twitter by Betinho Gomes and Betinho Gomes, Portal Cabo. Portal Cabo said: Paciente é obrigado a ficar ao sol e na chuva em posto de Saúde no Cabo. http://bit.ly/c4mXXP […]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: