Bertolini inaugura fábrica

Bertolini inaugura fábrica

Móveis // Unidade do Cabo teve um investimento de R$ 4 milhões, com 50 novos postos
Por:Mirella Falcão
mirellafalcao.pe@dabr.com.br

A Bertolini, indústria gaúcha de móveis em aço e em MDF, inaugurou ontem uma unidade produtiva no Cabo de Santo Agostinho. Com um investimento de R$ 4 milhões e 50 novos postos de trabalho, a planta irá montar cerca de mil cozinhas em aço por dia, com o objetivo de atender ao consumo do Nordeste.


Unidade vai embalar e distribuir os produtos que já chegam prontos de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Foto: Roberto Lira/Divulgação

A região é hoje o maior mercado da Bertolini, representando 35% do faturamento total. O plano estratégico da empresa prevê expansão da planta, nos próximos quatro anos, para produção de sistemas de armazenagem e móveis planejados.

A unidade vai embalar e distribuir os produtos que já chegam prontos de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. A marca já contava com uma unidade de produção no estado desde 2005. Na época, a instalação da planta reduziu o tempo de entrega de 20 dias para 72 horas. Mas o imóvel, onde funcionava na Imbiribeira, além de não ser próprio, era duas vezes menor que a inaugurada, que terá 5,6 mil m2 de área construída.

“Quando viemos para cá, logo no ano seguinte, percebemos que seria necessário uma ampliação. Adquirimos, então, esse terreno no Cabo e foi uma decisão estratégica. No ano seguinte, quando começamos a construção, os terrenos já estavam inflacionados em 100%”, relata Marcos Rosin, gerente da unidade de Pernambuco. O local ainda fica 20 km equidistante do Recife e do Porto de Suape, por onde chegam os componentes.

A mudança na planta vai permitir elevar a produção, em toneladas, de 4.223 para 5.335 toneladas. Isso corresponde a mil cozinhas de aço por dia. “O espaço mais amplo também permitirá a estocagem de produtos. Assim, estaremos preparados para atender a um eventual aumento de demanda. Queremos aumentar as nossas vendas em 20%”, afirma o diretor presidente da Bertolini, Antônio Bertolini. O Nordeste é hoje o maior mercado da empresa. “No ano passado, todas as outras praças sofreram queda nas vendas. Apenas no Nordeste o faturamento se manteve”, destaca Rosin. Em 2010, o faturamento regional deve passar de R$ 35,4 milhões para R$ 48,5 milhões.

A chegada de empreendimentos estruturadores (a exemplo dos que se instalam em Suape) e o programa “Minha Casa, Minha Vida” (em que a região é a segunda mais beneficiada) geram novas demandas. “Tudo isso vai estimular a venda de móveis”, defende Rosin. Por esta razão, a nova planta já surge com planos de expansão. Como o terreno totaliza uma área de 25 mil metros quadrados e só foram usados 5,6 mil, ainda há muito espaço para crescer. “O nosso plano é trazer para esta planta, dentro de dois anos, o negócio de sistema de armazenagem, que é voltado ao atacado. Para daqui há quatro anos, projetamos uma fábrica de móveis em MDF”, diz Bertolini.

A empresa foi uma das primeiras no Brasil a trabalhar com MDF. Os móveis, que são do tipo planejados e voltados para a camada A e B, são vendidos exclusivamente na revenda Evviva, que tem duas unidades no Recife (Boa Viagem e Casa Forte). Já as cozinhas em aço, que custam a partir de R$ 799, são voltadas a um público mais popular e vendidos em redes locais, como a Eletroshopping.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: