Duplicação da Curcurana já

Duplicação da Curcurana já

Se o Governo do estado pretende agredir o Mangue na construção de uma Vicinal que vai cortar o Mangue em vários trechos, o mesmo fecha os olhos para o que ocorre na estrada de Curcurana onde hoje um Irresponsável ou embriagado motorista deixou Pontezinha em pânico. Estes são um dos fatos que ocorre diariamente na estrada de Curcurana, onde devido a um grande estreitamento da pista faz com que moradores e pedestre corra risco constante.

O Motorista desta Kombi embriagado ou sem habilitação, atropela um homem, bate numa moto deixa  condutor ferido (socorrido pelo SAMU), em fuga atinge um Fiat que transportava uma senhora operada na Avenida Vereador Horácio Ferraz Cavalcanti em frente ao armazém de construção, mesmo assim consegue fugir, entra na Ernestina Batista e depois a direita, derruba o muro de uma casa, consegue empreender fuga mais é alcançado por populares na Rua Nossa Senhora do Carmo.
Autorizado ou não quem será o responsável?
Todos os dados estão ai, os primeiros agentes de policia ou da guarda levaram trinta minutos para chegarem ao local

Alberto Figueirêdo

Anúncios
Comments
2 Responses to “Duplicação da Curcurana já”
  1. Heraldo Ferraz Cavalcanti disse:

    No começo dos anos 80, formamos uma equipe liderada por Nelson Mendes, que na época era presidente da Associação Comercial e Industrial do Cabo de Santo Agostinho, hoje ACEC.
    Juntamos outros companheiros como: Hermínio Guilherme, (dono do mercados Arco Íris) presidente da Ala Católica da Igreja Matriz do Cabo, Joel Lopes, presidente da Associação dos engenhos da cana de açúcar, Heraldo Ferraz, Venerável da Loja Alvorada da Paz, Luzardo José, presidente do Rotary e Joel dos Santos, presidente da Associação Destilaria presidente Vargas.
    A finalidade era reivindicar ao secretário de Transporte da época, Dr. José Múcio, a conclusão das estradas que ligar a cidade do Cabo de Santo Agostinho as praias de Gaibu e também, os 4 km de Pontezinha a Barra de Jangada. Apesar de encontrarmos resistência nos primeiros momentos, não foi difícil (graça intervenção Joel Lopes) convencer o secretário das necessidades dessas obras que, mostrando os projetos já prontos, dizendo-se, que a questões eram dinheiro e autorização do governador Dr. Roberto Magalhães.
    Poucos anos depois, essa estrada de Pontezinha a Barra de Jangada, veio a ser concluída no governo de Dr. Wilson Campos. Que aliais, o povo tem toda razão em reclamar do estreitamento e dos desastres, que vem ocorrendo deste, sua construção. Esperamos que desta vez; Venha ser enlanguescidas em suas extensões e o problema do manguezal venham ser esquecido. Assim espero!

  2. A duplicação da estrada de Curcurana é difícil por duas razões:
    1) A alegação de que os custos serão altíssimos (o que é questionável pois existem opções de traçados que além de preservar grande parte do mangue evitará desapropriação de imóveis “moradias” a desapropriação se dará por terra limpa, mais como grande parte destas pertence a gente poderosa é quase inviável, os amigos fazem de tudo para não atrapalhar a vida dos colegas, mesmo que os indenizem com fortunas.
    2) Desapropriando propriedades, casa e barracos pela margem do mangue podem muito bem pagar ao indenizado R$ 6.000,00 e fazer constar que pagaram R$60.000,00 não que isso esteja sendo feito, mais dá para pensar, afinal se chegam dois casacudos na porta de um barraco e diz que tem que sair pois o governo mandou pagar “X” e acabou, muita gente ainda tem medo e sai.
    3) Os investidores querem que seja margeando o mangue pois “conforme os doutores que vieram dar explicações aqui em Pontezinha, ficará uma faixa de segurança para o mangue de 100 metros onde nada será construído”. Acredito! Acredito que ninguém, pescador, marisqueiro etc jamais construirá nessa faixa, mais o deputado, vereador etc etc, bem rápido receberá a licença para construir suas mansões pois na margem construirão ancoradouros para nos fins de semana saírem de casa em seus Jet skis ou lanchas para desfilarem no paraíso dos milionários, o Paiva!
    As autoridades que deveriam proteger o meio ambiente em Pernambuco há muito perderam a confiança, há muito se sabe que tendo dinheiro tudo é possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: