Cabo de Santo Agostinho

É o ponto mais próximo , no litoral sul, de Recife e, nele, está instalado um dos mais importantes complexos industriais e portuários do país, o de Suape. O acesso à região pode se tornar uma aventura à parte se, ao invés de optar pelas rodovias, o visitante resolver chegar de barco às praias do município. A travessia pelo rio Jaboatõ leva à travessia pelo rio Jaboatão leva à praia do Paiva, recanto de adeptos do surfe, das trilhas e das caminhadas.

A culinária do Cabo é bem peculiar. À base de frutos do mar, até os ouriços são aproveitados, e o resultado é um manjar dos deuses. Aratuzada, caranguejada, moqueca de polvo e a tal ouriçada são as grandes pedidas. Outra especialidade são os licores, em especial, os de jenipapo. Nas festas populares, oportunidades para apreciar as riquezas gastronômicas não faltam. A ouriçada, inclusive, dá nome à festa em homenagem a Santa Luzia. Os pescadores reúnem as famílias, acendem várias fogueiras, catam os ouriços e os preparam ali mesmo, na beira do mar.

Uma manifestação folclórica e desportiva da região merece destaque. É a cavalhada. Uma paródia dos campeonatos da Idade Média. Há um torneio equestre, no qual os cavaleiros fazem manobras de guerra, andam em círculos, rodopiam e outras firulas mais. Paralelamente, ocorrem outras competições, feiras de animais e apresentações folclóricas.

O patrimônio histórico e arquitetônico do município é significativo e representado por velhos engenhos, edificações religiosas e fortes. Muito desse acervo encontra-se em ruínas, como é o caso da Capela de São Francisco, antiga igreja do engenho Trapiche, local onde nasceu o Conde da Boa Vista, em 1802. Em frente às ruínas da Capela do Engenho Garapu, encontra-se um cruzeiro em alvenaria e pedra, com uma cruz de madeira. A construção dessa capela é deo século XVII, e o engenho ao qual pertence foi um dos primeiros da freguesia do Cabo. Surgiu no século XVI e foi confiscado pelos holandeses em 1637.

O forte Castelo do Mar foi erguido em 1632, estrategicamente na extremidade sul do Cabo de Santo Agostinho. Hoje, há apenas restos desmoronados da fortificação de sete faces, mas de lá ainda se avista a entrada do porto de Suape, a praia do Paraíso e um cordão de arrecifes.

Outras edificações, contudo, estão em ótimo estado de conservação e são como verdadeiras aulas de história. A igreja de São Miguel, por exemplo, foi construidas nas terras do engenho Novo, fundado por Cristóvão Paes Barreto, antes da invasão holandesa. Já a matriz de Santo Antônio, do século XVIII, foi construida onde surgiu o primeiro núcleo urbano da região. Ao lado direito da qual, existe um pequeno cemitério dos antigos padres, odne está enterrado o corpo de D. Ana Joaquina Paes Barreto, a baronesa do Cabo, morta em 1850. A igreja de Nossa Senhora de Nazaré data do século XVI e está localizada no ponto mais alto do município, ao lado das ruínas do Convento Carmelita, concebido no século XIX e recentemente interditado pelo IPHAN, que estudou e executou obras de recomposição do convento. Outras duas singelas construções do século XVIII complementam este maravilhoso patrimônio: a igreja de Santo Amaro e a capela de Nossa Senhora de Fátima, de onde se descortina uma bela paisagem.

Importante:

O atual município do Cabo de Santo Agostinho teria sido o ponto da descoberta do Brasil. Teses de alguns historiadores afirmam que, três meses antes da chegada do navegador português Pedro Álvares Cabral a Bahia, o espanhol Vicente Yañes Pinzon atracou em terras pernambucanas, precisamente na bacia de Suape, assinou uma ata de posse e batizou o lugar com o nome de Cabo de Santa Maria de La Consolacion.

O fato teria ocorrido entre 20 de janeiro e 20 de fevereiro de 1500. O município do Cabo, que integra a região administrativa denominada Região Metropolitana do Recife, foi criado a 27 de julho de 1811.

Município foi ponto de ruptura geológica há 100 milhões de anos

A terra considerada por muitos historiadores como o berço do Brasil, avistada pelo navegador espanhol Vicente Yañes Pinzón, em janeiro do 1500, o Cabo de Santo Agostinho tem uma outra peculiaridade que é pouco conhecida: foi o ponto de ruptura entre a América de Sul e a África. O que antes estava unido à atual região da Nigéria-Gabão, separou-se há 100 milhões de anos, no Cretácio Inferior, época que coincide com a extinção dos dinossauros. O divórcio foi um tanto conturbado, com erupções de vulcões e terremotos. As conseqüências do cataclismo podem ser vistas até hoje na costa sul do litoral pernambucano.
Uma das evidências que comprovam a localização do Cabo como ponto final da separação do que anteriormente formava a grande massa continental denominada Gondwana, de acordo com a Teoria da Deriva Continental do cientista alemão Wegener é a formação rochosa do local. O geólogo Cláudio de Castro, professor de Departamento de Geologia e Engenharia de Minas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). explica que, na praia de Gaibu, por exemplo, podem ser observados os granitos mais jovens do Mundo, representando as cicatrizes dos momentos finais da ruptura.
Os mesmo granitos são encontrados no local da divisão no continente africano. “Turis-tas freqüentam a praia de Gaibu sem imaginar que estão testemunhando o local da extraordinária fase final da separação dos continentes”, diz, completando que a tese é indiscutível entre os geógrafos e que toda a literatura internacional a atesta.
Outro aspecto geográfico do município que constata a divisão dos dois continentes são as rochas vulcânicas Bálsamo, Andesito e Riolitos, que podem ser observadas ao longo da rodovia PE-60. Mais a maior comprovação das erupções na região fica no município de Ipojuca, onde é encontrada uma chaminé de vulcão, localizada na Usina Ipojuca.
O roteiro formado na Era Cretácia se encerra numa das mais bonitas paisagens naturais da região. O Stock Granítico do Cabo de Santo Agostinho um morrocom amplitude de cerca de 60 metros , localizado nas margens das praias de Gaibu, Suape e Calhetas, representa rochas cristalizadas que afloraram à superfície após terremotos. O processo tectônico foi responsável pela erosão de centenas de metros de sedimentos que reco-briam o granito. “A costa do litoral sul pernambucano é o resultado do mais marcante fenômeno da Geologia do Nordeste Brasileiro. Um local que, se unido com a costa afri-cana, tem um encaixe preciso, como num quebra-cabeça”, compara Cláudio de Castro.

Localização: Litoral/Mata, microrregião Suape, distante 31 km do Recife.
Á rea: 445 km2
Solo: Rochoso
Relevo: Forte ondulado e montanhoso
Ocorrência mineral: Limonita
Precipitação pluviométrica média anual: 2.148,0 milímetros
População: 160.968 habitantes
Data de comemoração da emancipação política: 09 de julho
Prefeito (a): Lula Cabral (PTB)
Padroeiro: Santo Antônio

Comments
21 Responses to “Cabo de Santo Agostinho”
  1. ´VICTÓRIA disse:

    OI AMIGO EU ACREDITO Q O CABO TENHA MAS EVENTOS CULTURAIS POR Q NÃO ESTAR DIVULGADO
    SOU PRODUTORA AMO CULTURA E GOSTO DE DVULGAR AS CULTURAS DOS LUGARES Q PASSO ALEM DESSA DE Sr. IVAM EXISTE UMA OUTRA QUE SE NÃO ME ENGANE SERA FEITA EM PONTIZINHA QUE TIPO SERIA A CULTURA E DE QUEM SE TRATA A PESSOA Q ESTAR ESPONDO ESTA CULTURA…
    SOU DE SALVADOR,TENHO MUITA ADMIRAÇÃO POR ARTE E CULTURA, SOU PROFESSORA DE ARTES E PRODUTARA
    GRATA DE SUA MAS NOBRE CONSIDERAÇÃO

    VICTORIA DE NOBREGA FARIAS

  2. Muito bonita a apresentação do Cabo de Santo Agostinho, pena que mesmo pagando impostos, procurando ser um cidadão operante, defensor das maravilhas do municipio, e buscando defender seus direitos, fico sem saber se realmente sou morador do Cabo.
    Alguém pode me mostrar onde esta Pontezinha nesta linda apresentação, pois mesmo não possuindo maravilhas naturais, Pontezinha é um importante polo industrial, não aparece sequer como distrito, mesmo sendo a porta de entrada do Cabo para quem vem do norte.
    Senhores vereadores, senhores da mídia, Senhor prefeito, foi grande minha luta para coloca um CEP em Pontezinha já que ela não consta sequer nos relatorios enviados a CONDEPE / FIDEM, mais continuar assim, sem ter sua existencia reconhecida até pela prefeitura é humilhante.
    Mais em epoca de eleições todos sabem vir buscar os votos dos eleitores de Pontezinha e muitos já foram eleitos graças a eles.
    Este é um desafio aos vereadores e amantes do Cabo, Pontezinha existe e pertence ao Cabo. CEP: 54589 – Cada rua tem seu digito identificador. Só falta agora vontade politica e interesse de mais cidadãos que lutem como eu para colocar Pontezinha na base de dados do MINICIPIO.
    Vamos lutar para que isso aconteça. Moradores de Pontezinha, vamos à luta.

  3. joao savio dos santos lima disse:

    A história de um lugar e de um povo não se faz usando fantasias nem ficção, na verdade ela é o resultado de uma vida inteira dedicada aos acontecimentos de uma era primitiva… -Aconselho os jovens estudantes a ler e escrever mais, não abandonem o lápis e o papel, quando seguramos um lápis e o movimentamos sobre um papel temos de imediato a sensação de que podemos produzir e criar; logo descobrimos que de um simples risco criamos uma reta que poderá ser transformada em inumeras imágens, apartir daí descobrimos o nosso senso criativo e se voçê partir para a escrita manuscrita desenvolverá não só a sua caligrafia mas tambem o seu censo crítico, sua ortografia e poder de dicção. O homem da pré-história deixou a sua escrita nas rochas e nas cavernas em forma de pinturas rupetres, asua intenção foi a de dizer: passei por aquí ou aquí é o meu lugar… A força e a magia da escrita faz tudo isto assim como foi escrito a bíblia, os pensamentos dos grandes filósofos e lívro que poucas pessoas soberam valorizar que para mim é uma óbra valiosa escrita pelo ilustre pesquisador e historiador que ficou conhecido no Brasil através do programa do Jô Soares , o Méstre Luis Alves Lacerda com o seu livro História do Cabo, é lamentavél que as autoridades políticas do Cabo não souberam valorizar una bela obra bem como o seu autor!!!
    Apelo: Srs. pais permitam seus filhos acompanharem a evolucão e a tecnologia mas não dixem de incentivá-los a escrever de forma manuscrita já que as escolas hoje em dia não dão atenção a esta prática que outrora era passada de gerãção par geração como forma de herança (a Caligrafia)…

    Conheça o poema Cabo Brasil 500 anos… (Pelo Autor)

  4. Ronilson Silva disse:

    É uma pena que uma cidade com uma pespequitiva enorme de crescimento o nosso prefeito da as costas para empreendimentos tão importantes para nossa cidade por causa de picuinhas politicas tão mediocre herdadas por prefeitos anteriores .

  5. bom dia prefeito? gostaria de saber porquer pontezinha e tão desprezada por sua gestão onde o senhor teve mais da metade dos votos hoje nos vemos o colegio conde da boa vista sendo feito apenas um paliativo fico indignado porque sou morador da rua do areal e vejo não so a questão em si mais aquestão da limpeza, faz algum meses que solicitei um oficio para regional 03 como acapinação na parte do entorno da greche,tanbem algumas casamba de barro e ata agora não obtive espotas……………………………………………………………….

  6. paulo sergio disse:

    Excelentissimo Sr. Prefeito Lula Cabral.

    Parabens pelo seu trabalho como prefeito no Cabo de Santo Agostinho, pois cheguei no Cabo em 2007 e pude acompanhar a evoluçao da cidade nestes tres anos, espero que ate o final do seu mandato voce conclua todos os projetos que estao em andamento, gostaria que a prefeitura faça um trabalho de consientizaçao com a populaçao em geral quanto a limpeza das ruas principalmente no centro da idade, outra dica crie um espaço para os vendedores ambulantes, pois as calçadas no centro nao tem condiçoes de caminhar devido a quantidade de ambulantes que existe na cidade, outra dica e com relaçao ao transito contrate um engenheiro de transito pois o cabo esta evoluindo e o transito esta cada dia mais complicado e perigoso.

    Parabens peloseu trabalho.

    Att.

    Paulo Sergio.

  7. Adriana disse:

    acho interessante o que é inserido nesse site
    e em outros sites, sobre o trabalho dos governantes do cabo
    só é viável para eles mostrarem as coisas que aparentemente são boas,
    e dar certa credibilidade a gestão atual da cidade
    porém tem muita coisa errada nessa historia.
    Nem tudo funciona tão bem…
    Por ex: Na Charneca existem dois postos de saúde
    mas quase não funcionam sempre falta medico, remédios, dentistas
    um deles por exemplo fica situado na rua 27 e foi fechado para reforma
    no mês de julho de 2005 com previsão para ser reaberto cerca de três meses depois
    gente estamos em março de 2010 não deu tempo para ser reaberto esse posto???????? Desde então os profissionais e a população que desse posto de saúde
    sofrem com o aperto e o calor pois o posto foi instalado numa casa minúscula
    as pessoas ficam amontoadas na calçada, em meio ao sol ou chuva
    CADÊ AS AUTORIDADES COMPETENTES??????????????

    OUTRA COISA…
    Os guardas municipais tem por obrigação trabalhar apenas 10 plantões por mês
    ou seja, eles trabalham 12 horas e folgam 36horas
    daí o que ocorreu?
    com as promessas do secretário de que quem trabalhasse os 15 plantões iria receber os 5 plantões extras por fora
    então todos os guardas trabalharam
    me pergunta quantos guardas receberam esses 5 plantões extras!!!!
    Nenhum! todos eles tem 10 plantões dentro para receber
    mas até agora nada
    cada plantão custa $60,00 ou seja, cada guarda deverá receber em media $600,00
    isso fora as vantagens
    mas os governantes não querem pagar
    ME DIZ ISSO É PREFEITO JUSTO???
    PREFEITO BOM???
    QUE GESTÃO É ESSA?????

  8. adeilda l. dos santos disse:

    (estou achando minha cidade cada vez mais linda)

  9. Cristina disse:

    Estou contente pela obras que o prefeito lula cabral desempenhando em Ponte dos Carvalho porem existe muita ruas sem calçar a Rua São Benedito é uma delas e a Rua Vinte estar um horror principalmente quando chuve, nós moradores dessas rua ficamo com a casa toda suja melada de barro . perso um poquinho de atenção nessa ruas pois os moradores gostaria de continua vontado no prefeito atual.

  10. Marcia disse:

    Gostaria que as rua São Benedito e a rua Vinte fosse CALÇADAS.

  11. lula do birro disse:

    GENTE MUITO CUIDADO, MUITO CUIDADO MESMO, O CASO AGORA É SÉRIO, MUITO SÉRIO, GASOLINA NÃO! POR FAVOR CHEGA DE TANTA COISA RUIM. IMAGINEM ESSA MISTURA: O QUE JÁ TEM DE NOMES RUIM NA POLÍTICA, MAIS ESTE COMBUSTÍVEL ALTAMENTE PERIGOSO.

  12. lula do birro disse:

    Adriana minha querida amiga, quanto ao descaso em auguns setores da atual gestã eu até concordo e me juntoa vc nesta questão, mas quando se fala em guar da municipal, pelo amor de Deus, eu acho um absurdo uma pessoa como vc que até parece ser inteligente se levantar para defender esta categoria, colega eu nunca vi tanta incompetêncai em uma categoria profissional estou me referindo exclusivamente a guarda municipal do Cabo , isto é, se é que podemos chamar estes caras de profissionais, talves vc tem alguem muito proximo na guarda, em lugar nehum do mundo trabalhador trabalha 10 dias durante o mês eu acho que nem vc consegiu este feito pra vc, colega a clt dis que são 180 horas mensais mas taí vc por algum motivo brigando por 120, e eu como contribuinte tenho que pagar mais impostos pro governo cotratar outro preguiçoso pra trabalhar as 60 horas restante. ora vá pra p……. que lhe pariu.

  13. lula do birro disse:

    paulo sergio tú não sabes nada do Cabo então fecha esta merda que tu chama de boca. porque se tirar uma radigrafia do saco escrotal do prefeito vai sair a tua cara.

  14. lula do birro disse:

    Vitória isto é erro de português mesmo ou vc é sarcastica? é preciso ter cuidado quando se fala em cultura, vc parece não ser é nada. se quiser eu lhe indico um cusinho de português é ótimo bem baratinho. e se vc estiver se referindo ao sr. ivan marinho, fique sabendo ele sabe fazer cultura.

    Um abraço lula do bairro

Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] A primeira etapa, que vai até o dia 19 de março, será voltada apenas para profissionais de saúde e os indígenas que vivem em aldeias. A nova gripe já matou seis pessoas em Pernambuco e, este ano, um caso da doença já foi confirmado, no Cabo de Santo Agostinho. […]

  2. […] no prazo legal, cópias dos termos aditivos dos Hospitais Metropolitanos Norte (Paulista) e Sul (Cabo de Santo Agostinho), bem como dos boletins de medições, apesar dos vários ofícios que recebeu solicitando a […]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: